Vão passando

As doenças e os dias.
O João já só tem casquinhas e já recuperou o apetite, só continua a ser difícil sair de casa e vir trabalhar e deixá-lo. Faz sempre uma cena horrível. Não sei se alguma vez o fiz sentir de que me podia perder, mas é assim que ele age... como se me pudesse perder a qualquer momento. Continua a não poder ir à escola, pois estão nas semanas de praia e sol é contra indicado enquanto as feridas não sararem completamente.
A Clara ainda não deu sinas de varicela, oxalá assim continue, apesar de me dizerem, já ficava, até era melhor. Nós e os médicos que viram o João, são da opinião de que se pudesse ser um pouco mais tarde melhor. Ganhou um pouco de febre há dois dias e bebe muita aguinha, acho que é um dentolas a vir por aí, também o calor imenso do fim de semana que não dá descanso a bebés.
O pai também já se sente melhor, continua com um talo entre a orelha e o pescoço, amanhã irá ser observado novamente, e amanhã também regressará ao trabalho depois de ter gozado os 30 dias de licença parental.
Eu entro em férias até dia 29, que serão gozadas no recobro da varicela.

Hoje os dias ainda têm uma nuvem, mas amanhã, amanhã com certeza, será um dia mais feliz.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Vamos comer sopa

Todos? Porque não?
A Clara foi à consulta dos 6 meses + vacinas = 3... Chorou muito coitadinha, que isto de ter as pernas a ser picadas não é coisa que um bebé possa compreender. Quando começa a tentar perceber o que lhe aconteceu pimba, mais uma picada.

O Doutor diz que ela está óptima. Falei-lhe que ela não agarra nada com muita precisão e ainda não transfere objectos. Ele relevou. Testou. Diz que tem força e agarra. Perguntou se leva as coisas à boca... isso sim, mas quando tenta com as duas mãos fá-lo um pouco atabalhoadamente. Dar tempo ao tempo. Já fica sentada com apoio de almofadas e ás vezes até um pouco sozinha. E em pé, é a sua felicidade.

Números: 64,6cm de tamanho para uns 7,580kg de peso (o PC: 44,4cm). Já passou a barreira do P50 no peso e já quase o alcança no comprimento. Afinal a pequenita vai crescendo. Qualquer dia tem medidas de top model.

Iniciaremos com força a alimentação sólida. até agora só havia uma papinha diária por à tarde não conseguir amamentá-la. Esta primeira semana Puré Maravilha de Batata e Cenoura. Se for como a fruta que vai provando mas que não vai além de umas 5 colherzinhas estaremos bem servidos.

E venha também o Glutén: nas papas, no Pão e bolacha Maria para a mãozinha.

Pelos 8 meses começará a jantar farinha de pau e açorda de peixe. (inhami... e não é ironia, gosto mesmo dos pratos). Iougurtes parece que só lá para os 9 meses. Tenho ideia que do João comecei bem mais cedo, pelos 7 meses. Mas não posso precisar.

Receitou Creme Decubal para o rosto e desta vez chamou-lhe eczema seborreico e não atópico (?) e recomendou não apanhar sol... e eu que já estava a planear umas belas tardes de praia quando o João recuperar. (acho que com um guarda-sol gigante ou tendinha a coisa poderá fazer-se).

O João continua todo pintadinho. Ontem ainda lhe apareceram umas bolhitas novas, espero que sejam as últimas. tem zonas do corpo que já estão quase recuperadas: o rosto já está quase seco. Mas o fundo das costas, por exemplo não tem espaço para mais bolhinhas.

Estamos a usar um sabonete de aveia para o lavar em duche (desaconselharam-nos o banho, apesar de eu saber que várias pessoas tratam varicela com produtos no banho), betadine para pintar as bolhinhas (dizer desinfectar a uma criança é um pouco agressivo) e 10 minutos depois passamos Pó de talco lauroderme, que é à base de óxido de zinco, limpa e ajuda a secar. Já me disseram N tratamentos, mas por não poder fazer todos este foi o que optei. E toma de 8 em 8 horas 15 gotas de fenistil que impedem de ter comichão e todos agradecem. Porta-se muito bem o meu guerreiro, só na hora de pintar as bolhinhas é sempre um pouco difícil convencê-lo a começar. Mas depois lá fazemos o nosso ritual.

Já me convenci que daqui a uns dias será a clarinha, apesar de estarmos a todo o custo a evitar o contacto entre os dois, a ver vamos, o médico disse que por causa da amamentação talvez ela ainda tenha os meus anticorpos e não apanhe.

Agora foi o papá que apanhou uma infecção desconhecida que lhe criou um inchaço enorme entre o rosto e o pescoço. Eu ando com uma dor de garganta enorme desde quarta feira, mas vou-me aguentado com chás. A ver se o Verão que está aí a começar nos trás um pouco mais de saúde.

Obrigada a quem vai passando por cá e me incentiva a registar. Sei que este não é dos textos que são mais bonitos de se ler, mas agora vou tentar ir registando, quer venha a inspiração, quer não.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

Tante parole

Afogam-me a garganta dorida as tantas palavras que já deveria ter aqui escrito mas que não o fiz. A garganta dói, talvez porque o siso (dente) esteja a espreitar e tenha provocado uma infecção. A esta altura podem-se interrogar o que é que o dito siso (o meu) tem a ver com o blog dos filhos, vulgarmente chamado de babyblog (prefiro Fábrica, mas isso também mereceria uma explicação demasiado longa). Ora a história do meu Siso, o segundo de dois e por isso o último, cabe aqui sim senhor pois dá-se a coincidencia de alguns meses depois de ter nascido o João, o primeiro (siso, entenda-se), ter-me provocado uma infecção bastante semelhante a esta. Com a diferença de ter tido um abcesso descomunal que resolveu aparecer no dia de Páscoa daquele ano. Ora como sou uma pessoa que Acredita na ordem das coisas, acho que isto tem um sentido oculto ou melhor, um sentido bem visível. Tenho apenas dois dentes do Siso, e dois filhos, logo cada vez que me nasce um filho o dito Siso (comum Juízo) aparece em forma de dentes.

*

Mais palavras chegam em forma de umas bolhinhas que dão comichão que apareceram ainda leves na barriga e nas pernas do meu Reizinho, diagnóstico: Varicela. Fosse como fosse, apanhar a dita doença é sempre uma coisa boa em criança, pois evita que se chegue a adulto (que assim é perigosa) e se a apanhe. Ponto 1 para que a mãe não fique então contente: estamos de fim de semana grande, e vamos ficar todos em casa em vez de ir passear ou ir à praia. Ponto 2: o meu filhote não está na fotografia do dia de Carnaval na salinha dele do Infantário, faltou porque estava doeente. Estas próximas duas semnas são as de praia e na próxima sexta o passeio do Infantário... e eu fico triste porque o meu filho terá de em vez disso de ficar em casa a distrair-se com tudo-o-que soubermos-inventar para ele nao ter vontade de coçar as referidas bolhinhas. Ponto 3 e último, o médico acha demasiado cedo para a Clarinha apanhar varicela e temos uma sériie de restrições para ver se conseguimos evitar o contacto. Humpf

*

A Clara fez 6 meses e João 15 dias antes fez 3 anos e 6 meses. A pequenita vai sofrer o síndrome do segundo filho de certeza. Eu sou uma vítima dessa doença psicosomática que assola os segundos filhos desde o nascimento. Vai ter menos fotografias, menos textos, menos registos... e uma pontinha de menos tempo dedicado a babarmo-nos em cima das suas proezas. Mas uma coisa é certa, apesar disso tudo, sou completamente babada pelos dois, é inexplicável o dom que os nossos filhos têm de nos fazer acreditar, em nós, na vida.

*

Dela: É a minha princesa. Pesava com 5 meses 6,920Kg e media 60,5cm. Neste último mês tornou-se mais manhosa, pede mais atenção e mostra-se mais inquieta. dá gritinhos, e sabe pedir com um hu hu que é uma delícia. Tem muita força nas pernas e gosta que a seguremos de maneira a ficar em pé. Rodeada de almofadas já se desencosta e fica por momentos sentadinha muito dobrada sobre as pernas (acho que só depois de termos contactos com bebés percebemos como para eles é natural esta posição). Caiu-lhe o cabelo quase todo excepto uma franja/crista que faz com que o irmão se desmanche a rir a olhar para ela e lhe chame Lunar Jim (ver desenho animado da 2). Agarra o que se lhe dá para a mão mas não com muita destreza e ainda não passa as coisas de uma mão para a outra. dobra o riso, principalmente com as palhaça das do mano João. Até ele a lavar os dentes lhe dá vontade de rir. Tem umas pernas cheias e gordas e continua com o rosto a acusar eczema atópico na zona de contacto com a chupeta e no olho esquerdo também. Gosta de dormir entre o pai e a mãe. O pai teve direito a 30 dias devido à nova lei da parentalidade, as manhãs passam-nas na calma dos lençóis, ela dorme geralmente toda a manhã,e o pai fica a tomar conta dela. Não consigo explicar duas coisas: a primeira é a saudade que sinto dela e do irmão enquanto estou a trabalhar. A segunda é a Paz que a Clara me transmite, sempre soube que ela seria luminosa, não me recordo se com o João tinha este sentimento, talvez a ansiedade de mãe de primeira viagem me impedissem de sentir esta onda de calma que um bebé nos consegue transmitir.

+

Dele: É o meu guerreiro, não é o meu príncipe, é o meu Rei. Hoje bebeu o seu biberão antes de dormir (biberão que este Verão terei de encontrar uma fórmula para ele o deixar). fica sempre um pouco de leite no final, sempre. Hoje confrontei-o. Mãe eu não posso beber esse restinho, esse restinho faz ficar muito grande e forte, como um Leão... e eu não quero ficar mau! Dito isto e eu desarmada, reconheço que ele tem este dom, de me suspreender, de me maravilhar com tantas coisas que já cabem no seu mundo pequenino. Continua com um feitio difícil, mas com o tempo vai ficando mais compreensivo e por vezes ao fim de uma pequena conversa acaba por ceder. Outras vezes, o seu ascendente Touro prevalece, e quanto mais se insiste mais ele finca pé e não, e não, e não... É desarrumado e gosta de espalhar as suas coisas por todo lado, tem mesmo prazer em atirar coisas pelo ar, chutá-las. fazer com que arrume os seus brinquedos é um momento de desgaste para todos. Gosta e eu faço-o que me deite ao seu lado quando vai dormir, geralmente saio antes que esteja completamente adormecido, ás vezes é ele que inventa a desculpa por mim e faz-me prometer que não demoro, que irei lá outra vez. Acorda quase invariávelmente às 7h da manhã, às vezes consigo que durma mais um pouco, às vezes não. E lá vai a mãe feita zombi preparar leitinho, pequeno almoço, e se for fim de semana aterrar no sofá até uma hora digna, enquanto ele vê os desenhos animados. Continua a ser doido por animais, mas neste momento o seu fascínio vai para as letras e os números e já conta até "20 e 10"... E porque penso que já devia ter registado que vai ser algo giro de descobrir daqui a uns tempos, segue abaixo as letras que conhece e o que diz quando as vê:

*

A - de Ana Clara
B - ... (... quer dizer que não identifica)
C - Cão ou Clara
D - de Dudu
E - de papá Eduardo
F - de Francisco
G -de Gato
H - ...
I - de Iogurte
J - de João
K - de ovo Kinder
L - ....
M - de Mamã
N - ...
O - também é de João não é mamã
P - de Panda (o pai que o desculpe)
Q - de Quinhas (nome carinhoso da vovó)
R - de Rato
S - de Sapo
T - ...
U - de Urso (às vezes esta não sabe)
V - de tio Vasco
W - ...
X - de vu Xico
Y - de Yo-yo
Z - de Zebra

Quem manda fazerem jogos e brinquedos para meninos de 3 anos com o Alfabeto? Eu juro que não ensinei nada, mas ele começou a olhar para as capas dos livros e para o título dos DVD's e fazer perguntas.

*

E como o post vai longo e certamente será difícil alguém chegar até aqui. Retiro-me com graciosidade, quero sempre voltar mais vezes, mas é tão complicado escrever. (Bem hoje não aparece)

Ena! Tante parole!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

das palavras que não se soltam

Temo em registar, os dias são velozes cavaleiros que parecem apenas deixar a brisa aqui por onde passam, e passam, e passam....
Acabo de abraçar a Clara enquanto adormece sossegada depois de mamar consolada, fica sempre uma sensação de paz, nestes gestos quotidianos mas tão nossos.
Depois passo pelo quarto do João, no seu respirar de sonhos tão desejados. Afago-lhe os caracóis cor de trigo e sorrio para o seu mundo de piratas e personagens fantásticos.
Sei que sou feliz. Só isso.
Falta-nos tanto para o conforto, para o desafogo, para tirar a cabeça da linha da água.
Tanto e tão pouco. Pois tudo o que posso desejar de mais perfeito.
de mais sagrado, dorme agora em cada uma das camas que abraçam mundos.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments